Constelação Familiar

Estamos vinculados às histórias de nossas famílias, que marcam nossa personalidade. Todas nossas forças
e fraquezas vem de nossas famílias. A Constelação nos traz a compreensão e cura de padrões que se
repetem na nossa família. A cura só é possível quando as ordens básicas (pertencimento, hierarquia e
equilíbrio entre o dar e o receber) são reestabelecidas e os familiares excluídos voltam a ser respeitados
e aceitamos a nossa herança familiar. A Constelação Familiar pode ajudar em todos os problemas de
origem sistêmica. Então, desde problemas de relacionamento de casal, com filhos, todos os tipos de
vícios, problemas emocionais, dificuldades diversas, até problemas de saúde física podem ser
compreendidos, amenizados e muitas vezes solucionados

A Constelação é uma nova abordagem da Psicoterapia Sistêmica Fenomenológica criada e desenvolvida
pelo alemão Bert Hellinger após anos de pesquisas com famílias, empresas e organizações em várias
partes do mundo, buscando o diagnóstico e solução de problemas e conflitos. Bert Hellinger acredita
que mais de 50% dos nossos problemas são de origem sistêmica.
A constelação pode ajudar você à:

  • Reconectar-se com a Vida
  • Melhorar as relações interpessoais nas empresas
  • Ampliar o conhecimento de si próprio e do mundo à sua volta
  • Melhorar as relações familiares
  • Melhorar as relações no ambiente educacional
  • Assumir a responsabilidade pela mudança, ao ter uma perspectiva mais ampla e real da sua vida e de que forma pode estar mais presente e ativa nela

Educação Sistêmica

“Não existe fracasso escolar, existe o grande amor das crianças por seus pais.” Dita assim, a frase pode parecer sem sentido. Mas inserida no contexto da pedagogia sistêmica é a resposta para o maior dos desafios da educação. 

É destinada a todos da estrutura escolar: professores, diretores escolares, orientadores, supervisores, coordenadores pedagógicos bem como profissionais liberais como psicólogos, psicopedagogos, enfim a todas as pessoas vinculadas ou interessadas nas problemáticas da educação infantil, ensino fundamental, ensino médio ou ensino superior.

A Educação Sistêmica propõe um novo olhar para a relação entre alunos, professores e escola, é uma abordagem inovadora desenvolvida a partir da compreensão das Leis Sistêmicas ou Ordens do Amor (Pertencimento, Hierarquia/Ordem e Equilíbrio entre o dar e o receber) descobertas pelo filósofo alemão Bert Hellinger.

Este olhar inclusivo e amoroso, que vê para além do aluno, incluindo-o no seu sistema de origem, possibilita que os envolvidos no ambiente escolar desenvolvam uma nova postura voltada para soluções e, portanto, para a leveza no dia-a-dia da escola.

O professor com a postura sistêmica passa a ter recursos para lidar com as mais diversas situações em sala de aula, de maneira simples. O conhecimento das Leis Sistêmicas o ajuda tanto a acessar seus recursos de força quanto a reconhecer nos demais envolvidos no processo educacional a força que possuem.

A abordagem sistêmica se adapta a qualquer contexto metodológico e oferece ao professor novas ferramentas complementares ao que já está sendo desenvolvido na escola, servindo como uma nova caixinha de ferramentas utilizáveis em contextos em que antes não havia clareza na busca de soluções.